11.6.06

De sonho e de pó

Me emocionei muito lendo essa materia da revista Época, de hoje.
Reveladora, tocante e muito bem escrita. Não perca.

"Postou-se diante de uma banca de jornal e pediu: "Moço, vosmecê tem uma carta de ABC?". O moço tinha. Deu até de presente. "Coloquei o abecedário, o primeiro livro fundado no Nordeste, debaixo do meu chapéu de couro e andei com ele na cabeça por cinco meses", diz Severino. "Tinha ouvido falar que a ciência do livro vai passando para a cabeça." Por sorte também estudou um tanto na boléia do caminhão. O tio avisou: "Vai ficar traumatizado de tanto ler".

2 comentários:

Mani disse...

Também adorei essa matéria. Lindo!!!!

Milady Carol disse...

Nossa... acabei de ler, para a brasileira viciada em livros, mas que "tem caminhos", que eu sou, é uma mistura de arrepio e de aperto no coração. Vou pôr o link da matéria lá no meu cantinho também, merece ser lida.