26.5.06

Trac Trac

Não, não passa o tempo
Ao menos para mim
Tomo comprimidos e sigo sem dormir
Vejo tantos portos, não há onde atracar
Já não existem laços, alguém cortou
Trac, trac, trac
...

(Fito Paez)

21.5.06

Hipótese

E se Deus é canhoto
e criou com a mão esquerda?
Isso explica, talvez, as coisas deste mundo.

(
Carlos Drummond de Andrande, Corpo- Novas Poesias)

5.5.06

Amavisse



XIV

Telhas, calhas
Cordas de luz que se fizeram palavra
Alguém sonha a carne da minha alma.

Ecos, poço
O esquecimento perseguindo um corpo
Aqui me tens entre a vigília e o encanto


Cativa da loucura
Perseguindo o louco.

(
Hilda Hilst)